Os alvos são um designer, três empresas de publicidade , sócios das empresas e dois compartilhadores da “fake news”

A Polícia Federal prendeu hoje (9) no estado de Amazonas autores envolvidos na criação de difamação eleitoral do prefeito da cidade de Manaus com uso de inteligência artificial.

Dessa forma, a operação Nirmata cumpre nove mandados de busca e apreensão.

Segundo a PF, a ação tem como alvos um designer, três empresas de publicidade, sócios das empresas e dois compartilhadores da “fake news”.

Como resultado, foram apreendidas mídias computacionais, bem como os suspeitos intimados a depor na Superintendência da Polícia Federal.

Acompanham as diligências, o Ministério Público Eleitoral e a Ordem dos Advogados do Brasil.

Tudo começou quando professores fizeram uma manifestação em frente à Prefeitura de Manaus.

Por conseguinte, um áudio foi divulgado no dia seguinte com grande repercussão, pois foram atribuídos ao prefeito insultos aos docentes.

Assim, naquela ocasião, foi iniciada investigação, e a Polícia Federal, de imediato, conseguiu provar tecnicamente que o material que circulou não era autêntico.

Portanto, agora foi identificado o sistema usado, quem produziu o áudio, o local de produção e uma agência de publicidade responsável pela divulgação e propagação em plataformas digitais.

*Com informações da Polícia Federal

 

By souza

Publicitário/ Apresentador de Rádio e TV/ Especialista em Marketing Digital/ Assessoria de Imprensa