A iniciativa surge após o incidente com o cachorro Joca, que morreu após ser colocado no porão da aeronave.

Política – A Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei que determina que cães e gatos sejam transportados dentro da cabine do avião, junto aos passageiros, em voos domésticos. A iniciativa surge após o incidente com o cachorro Joca, que morreu após ser colocado no porão da aeronave.

No entanto, as companhias aéreas podem recusar o transporte em casos de risco à saúde ou segurança. O texto, de autoria do deputado Alencar Santana, prevê condições confortáveis e seguras para os animais durante a viagem.

O projeto será encaminhado ao Senado. Os deputados enfatizaram a importância de tratar os animais com dignidade e respeito, destacando que eles não devem ser tratados como bagagem.

Entenda o caso Joca

Um cachorro da raça golden retriever morreu após ter sido enviado pela Gol para um destino diferente do que o tutor dele iria, na segunda-feira (22). Joca, de 5 anos, deveria ter viajado de São Paulo para Sinop, no Mato Grosso, mas foi enviado para Fortaleza, no Ceará.

O tutor de Joca, João Fantazzini, foi notificado sobre o ocorrido e voltou para o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, para reencontrar o cão, transportado de volta para a capital paulista, mas ao encontrar o animal ele já estava sem vida. As informações são do Terra.

 

By souza

Publicitário/ Apresentador de Rádio e TV/ Especialista em Marketing Digital/ Assessoria de Imprensa