Policiais militares mataram e ocultaram corpos de três jovens da zona leste de Manaus

A Justiça do Amazonas condenou seis policiais militares pelo triplo homicídio e ocultação de cadáveres de jovens no bairro Grande Vitória, em Manaus, e absolveu um dos réus. A sentença foi assinada pelo juiz de Direito Eliezer Fernandes Junior, na manhã desta quinta-feira (4).

Alex Júlio Roque de Melo, de 25 anos, Ewerton Marinho, 20, e Rita de Cássia, 19, desapareceram no dia 29 de outubro de 2016, após serem abordados por PMs no Grande Vitória, enquanto voltavam de uma festa. Desde então, os jovens nunca mais foram vistos.

O julgamento, que durou três dias, foi encerrado, nesta quarta (4). Os sete réus foram interrogados no segundo dia do júri, mas optaram por permanecer em silêncio.

José Fabiano Alves da Silva, Edson Ribeiro da Costa, Ronaldo Cortez da Costa, Eldeson Alves de Moura e Denilson de Lima Corrêa foram condenados a 40 anos e 6 meses de prisão, cada um pelos crimes de triplo homicídio e ocultação de cadáver.

Já Cleydson Enéas Dantas, que era o motorista da viatura, recebeu uma pena menor de 27 anos de prisão.

O armeiro no dia do desaparecimento dos jovens, Isaac Loureira da Silva, foi absolvido das acusações.

Todos os condenados cumpriram 1 ano e 4 meses de prisão e atualmente respondem em liberdade, apesar da condenação.

Segundo o G1, a defesa dos réus informou que vai recorrer da decisão.

Leia mais no G1.

 

 

Foto: reprodução/TV

By souza

Publicitário/ Apresentador de Rádio e TV/ Especialista em Marketing Digital/ Assessoria de Imprensa